22 de junho de 2015

Palmares começa a circular!

Quase um mês depois de seus primeiros carros chegarem, a Expresso Palmares subsidiaria da Expresso Pégaso para as linhas internas de Campo Grande começa a circular. Com a sua frota de micro foz, com ar condicionado, a Palmares entrou em operaçao hoje (22/06) nas linhas 869 Campo Grande x Santa Margarida, 868 Campo Grande x Urucânia e 842 Campo Grande x Paciência.

21 de junho de 2015

Pégaso tem 90% dos ônibus sem condições de rodar!

O que não é novidade pra ninguem que é usuário da Expresso Pégaso, a líder do consórcio Santa Cruz, é a sua frota sucateada.
Quando embarca no ônibus da linha 398, da Expresso Pégaso, em Campo Grande, para ir ao trabalho, em Bonsucesso, o mecânico Gedeon Pessanha Mesquita, de 49 anos, nunca tem certeza de que o coletivo o deixará no seu destino. Nos últimos 20 dias, a má conservação dos veículos o deixou no caminho duas vezes. O ônibus quebrou, e ele precisou esperar outro para seguir viagem.

A preocupação do passageiro ganha força nos números. Desde 2013, a empresa, responsável por 30 linhas da Zona Oeste, teve 203 ônibus lacrados pela Operação Roleta Russa, do Procon, que analisa as condições dos carros. As últimas duas ações levaram à interdição de 90% da frota. Na quinta-feira, os fiscais lacraram um ônibus com mais de 150 multas de trânsito, algumas em aberto desde 2010, conforme dados da Secretaria municipal de Transportes. O veículo circulava com documento vencido em 2012.
Os problemas são recorrentes, como mostram os dez processos que tramitam no Tribunal de Justiça desde 2012. Todos têm a Pégaso como ré e resultam de ação civil pública do Ministério Público. Motivo: mau serviço prestado. Em maio, o Procon lacrou 57 dos 59 ônibus da Pégaso vistoriados.

A prefeitura já multou o Consórcio Santa Cruz, ao qual a Pégaso pertence, inúmeras vezes (confira no gráfico ao lado). Uma delas, por descumprir o contrato com o município, soma R$ 10 milhões. Questionada por que não cassa a concessão da empresa, a prefeitura não respondeu.

— Já peguei ônibus sem vidro na janela e com bancos soltos — relatou Caroline Cunha, de 25 anos, usuária do 366.

Na quinta-feira, o Procon interditou 45 dos 50 ônibus vistoriados na garagem da Pégaso. Alguns já haviam sido pegos em operações anteriores. Segundo o diretor de fiscalização do órgão, Fábio Domingos, se toda a frota — de 400 ônibus — fosse vistoriada, “possivelmente a empresa é que seria interditada”.

13 de junho de 2015

Linhas 130 e 131 extintas!

As linhas de ônibus 130 (Praça Quinze/ Leblon) e 131 (Praça Quinze/ Vidigal), implantadas em fevereiro de 2014 em condição provisória, deixam de operar. Usuários com destino à Zona Sul deverão se dirigir à Avenida Rio Branco. Já a linha 202 volta à circulação original, com embarque na Rua Primeiro de Março no sentido Rio Comprido. O motivo é
a interdição da Praça Marechal Âncora, ao lado do terminal das barcas, na Praça Quinze, para a continuidade das obras da Frente Marítima, passageiros e motoristas reclamam que a prefeitura não criou alternativas para o trânsito na região.

6 de junho de 2015

738 volta com a Pégaso!!

Depois de mais de 3 meses do encerramento das atividades da Rio Rotas, a linha 738 Urucânia - Marechal Hermes, retornou hoje com a Expresso Pégaso e com ar carros de ar condicionando(!!!). A linha voltou a circular hoje (06/06) com os novos Mega Plus da Pégaso!!


2 de junho de 2015

Tribunal de Contas do Município determina a redução da tarifa de ônibus para R$ 3,25

O Tribunal de Contas do Município determinou, em sessão nesta terça-feira, que a prefeitura do Rio reduza a tarifa dos ônibus municipais em R$ 0,131. O valor é referente aos gastos com as gratuidades de alunos da rede municipal, que passaram a entrar no cálculo da tarifa em dezembro do ano passado. No entendimento do TCM, é injusto que os usuários paguem os custos do benefício. Com isso, as passagens devem passar dos atuais R$ 3,40, que começou a valer em janeiro, para R$ 3,25, em valor arredondado. O prefeito Eduardo Paes ainda pode recorrer da decisão.
O conselheiro Ivan Moreira, relator do processo, entendeu que o mais justo seria que o pagamento das gratuidades se desse com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Segundo o conselheiro, o próprio prefeito havia consultado o TCM a respeito dessa possibilidade. Ao justificar o voto em plenário, Ivan Moreira afirmou que o repasse com recursos do FNDE seria um critério mais justo, do ponto de vista social. — Infelizmente, o repasse dos custos com gratuidade faz com que a prefeitura sobrecarregue os usuários dos ônibus — disse.
O voto foi aprovado quase por unanimidade. O conselheiro Luiz Guaraná se declarou impedido por ter sido um dos representantes da prefeitura que assinaram o contrato de concessão em 2010. Já o prefeito Eduardo Paes informou que só vai se pronunciar sobre a decisão do TCM após receber o voto e submetê-lo a uma análise jurídica, para indicar que medidas caberão ser tomadas.

1 de junho de 2015

Secretário Municipal de Transportes pede exoneração

O prefeito Eduardo Paes exonerou hoje, a pedido, o secretário municipal de Transportes, Rafael Picciani. Em nota, a Secretaria informou que o afastamento é “temporário”. A pasta será ocupada interinamente pela diretora de empresa da CET-Rio, Maria Clara Borges de Menezes.

Rafael Picciani foi eleito deputado estadual e vai assumir a cadeira na Alerj para, de acordo com a secretaria, “discutir e apresentar projetos parlamentares que dependem de sua presença e atuação”. Nesta semana, estão previstas as votações de projetos relevantes, como a proibição do porte de arma branca no estado e a inclusão de roubo e furto de bicicletas nas estatísticas dos registros de ocorrência. O ex-secretário é filho do presidente da Alerj, Jorge Picciani, e irmão do deputado federal Leonardo Picciani, líder do PMDB na Câmara.

Ainda segundo a secretaria, “a medida (exoneração) não afetará os trabalhos na SMTR, que não sofrerão interrupções. Essas substituições podem ocorrer, em condições emergenciais, sem ferir os trâmites legais do exercício do cargo”.

27 de maio de 2015

{Rapidinhas} Alpha renova, Barra e Futuro estreiam!

A Transportes Barra que se expandiu e muito nos últimos meses pelo consórcio Santa Cruz recentemente comprou mais de 100 Neobus Mega Plus vermelhos. E alguns ja vieram de fábrica e começaram a rodar hoje 27/05 pelas linhas que ela assumiu da Andorinha Rio (alguém ainda sente falta?). Foi clicado um deles rodando na linha 746 Jabour - Cascadura. Há relatos de Mega Plus rodando também na linha 803 Senador Camará - Merck.
 E a Transportes Futuro que também recebeu Mega Plus para o consórcio Transcarioca, já os botou na rua. Já os viram em diversas linhas, e temos foto de um na linha 550 Cidade de Deus - Gávea. Aqui também há relatos: já os viram rodando na linha 354 Cidade de Deus - Praça XV.
**Lembrado que está chegando Mega Plus para todas as empresas do Grupo Redentor**

A Alpha, empresa que participa do consórcio Intersul está recebendo mais 12 Torinos 2014 Mercedes OF 1721 Bluetec 5. A mesma já tem alguns torinos 2014 em sua frota continua renovando. A empresa que já tem a frota 100% duas roletas, adota a mesma configuração em sua última compra! Os carros são:
48012-48014-48167-48160-48033-48018

26 de maio de 2015

Apresentação carros da Palmares!

A mais nova empresa no município do Rio começou a receber seus novos carros hoje. Vindo com o prefixo D17, a nova empresa do consórcio Santa Cruz que perdeu duas empresas há pouco mais de 2 meses primeiramente vem com microonibus. De carroceria Caio sob chassi mercedes, esse é o D17003 o micro foz da Palmares que vem para atender linhas internas da Pégaso entre Santa Cruz e Campo Grande.



Expresso Palmares!

Sim, uma nova empresa na Zona Oeste. A cisão da Pégaso acaba de nascer e a receber seus novos ônibus. Com o prefixo D17 a Palmares provavelmente deve operar as linhas internas da Pégaso. Vindo primeiramente de Caio, eis o seu Micro Foz.

Procon na Pégaso!

Durante toda a madrugada de hoje 26 de maio o procon esteve na garagem da Expresso Pégaso em Cosmos. Desde às 01:30h da manhã quando os carros retornam para a garagem que eles estavam lá. Carros com bancos soltos, problemas no elevador para cadeirantes e avarias em todo o carro. Dos mais de 400 carros que a empresa tem, mais de 50 foram lacrados. Segundo o próprio Procon, todos os veículos da empresa eram pra ser lacrados mas não se pôde concretizar isso em respeito aos moradores, que ficariam completamente sem ônibus. Os carros com problemas menores que não apresentam risco a vida dos usuários foram liberados. A ação do Procon foi mais uma da operação Roleta Russa.